Sobre acessibilidade

Serviços

17/04/2018 - 09:00

Equipes da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) e da Fundação Pro Paz serão enviadas ao município de Paragominas para atender as centenas de pessoas atingidas pela enxurrada que destruiu parte da sede municipal na madrugada da última quinta-feira (12). O anúncio foi feito pelo governador Simão Jatene, que esteve em Paragominas nesta sexta-feira (13) visitando as áreas afetadas pela enxurrada, conversando com moradores atingidos e se reunindo com autoridades municipais, secretários de Estado, membros do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, para traçar metas e ações destinadas a restabelecer a normalidade.

A forte enxurrada, que durou toda a madrugada, alagou cerca de 40% da cidade e atingiu 350 famílias. Até o momento, 13 locais - entre escolas, associações e ginásios - foram adequados para funcionar como abrigos para as vítimas.

O coordenador adjunto da Defesa Civil do Pará, coronel Francisco Cantuária, detalhou as ações já realizadas no município. “Passadas as 24 horas iniciais após o desastre e a fase do socorro, agora estamos com todas as secretarias municipais e estaduais em um grande grupo de trabalho, discutindo o que fazer para dar assistência às famílias e minimizar esse sofrimento. Abrigo e alimentação estão garantidos. Também estamos com equipes das secretarias de Meio Ambiente, tanto estadual como municipal, fazendo o levantamento de todas as barragens que ficam próximas ao município, para fiscalizar e evitar o rompimento em caso de forte chuva”, explicou.

Uma das primeiras ações foi a instalação do Sistema de Comando de Operações (Sala de Situação), local onde estão reunidos representantes de todos os órgãos e secretarias de governo e município. No local são centralizadas as informações e definido o direcionamento das ações.

“A vinda do governador é muito importante para essa união entre Estado e Município. Conversamos e definimos as ações que deverão ser feitas, e vamos trabalhar para organizar o município novamente. Nos 53 anos de existência da nossa cidade, nunca passamos por um evento como esse. Infelizmente choveu mais de 150 milímetros em um curto espaço de tempo, algo muito acima do que é suportável, além do rompimento das duas barragens, o que prejudicou ainda mais. A população pode ficar tranquila, pois estamos fazendo de tudo para retomar a vida normal, dando atenção ainda mais especial aos moradores”, afirmou o prefeito de Paragominas, Paulo Tocantins.

Solidariedade - O clima em Paragominas é de solidariedade. Famílias que perderam as casas e todos seus pertences vêm recebendo não só cestas básicas e abrigo, mas também roupas, agasalhos, lençóis, toalhas e sapatos. Boa parte dessas doações também chega de outros municípios, o que emocionou Simão Jatene. “Esse tipo de catástrofe tem três momentos muito claros: o socorro, a assistência e o restabelecimento. A primeira fase já foi vencida, que ocorreu na hora que a chuva acontecia e as casas eram atingidas. Agora, estamos vivendo a fase da assistência, essa distribuição de alimentos. É quando podemos ver a solidariedade do ser humano. Ver essa mobilização toda para ajudar as famílias depois de um desastre grande como esse é algo muito maior que o desastre em si, e isso me deixa muito feliz, e me traz a certeza que essa assistência está sendo feita, e que esse problema será facilmente vencido”, ressaltou o governador.

Ainda de acordo com o governador, a terceira fase é a reconstrução do que foi destruído. “É a fase mais complicada e complexa. Foram destruídos muitos bens públicos, como praças, calçadas, ruas, mas também privados, as casas das pessoas, e é nesse momento que precisamos estar unidos para mobilizar recursos para fazer essa reconstrução. Diante disso, vamos mandar a Cohab para cadastrar as famílias para o Cheque Moradia, providenciar o remanejamento das famílias que moram próximas às áreas de rio onde houve os alagamentos, e também o Pro Paz, que fará a emissão de documentos que chegam para viabilizar a utilização de todos os benefícios que traremos para a população de Paragominas”, anunciou Simão Jatene, em entrevista coletiva realizada na Sala de Situação. 

Tempo – Apesar do sol forte por toda a cidade nesta sexta-feira, a previsão do tempo para o município não é animadora. Há previsão de chuvas para este sábado (14), para o domingo (15) e segunda-feira (16). “Estamos com um pouco de receio em relação à próxima segunda-feira. O mesmo fenômeno climático que ocorreu no dia da enxurrada deve voltar a ocorrer e podemos, novamente, enfrentar problemas”, disse o capitão Marcelo Santos, técnico da Defesa Civil, informando ainda que foi decretada situação de emergência no município.

Paralelamente, o Ministério Público do Estado instaurou inquérito civil, ainda na quinta-feira (12), para apurar as circunstâncias que levaram ao alagamento de parte da cidade. O inquérito visa responsabilizar civil e criminalmente os responsáveis pela construção de pelo menos cinco represas no município.

O Ministério Público do Pará está com uma equipe técnica em Paragominas e já iniciou um levantamento dos danos causados pelo rompimento das represas. O resultado do relatório técnico irá subsidiar as ações criminais e cíveis dos proprietários das fazendas em que as represas romperam. O Ministério Público também já requisitou, em caráter de urgência, ao Instituto Médico Legal, a realização de perícia nas fazendas, a fim de subsidiar as ações.

Estradas - As duas pontes da Rodovia PA-125, localizadas no perímetro urbano de Paragominas, que estavam parcialmente submersas, já tiveram o tráfego restabelecido, sem qualquer comprometimento estrutural. Quem precisar entrar ou deixar a cidade pode utilizar as pontes.

O KM-12 da PA-256, entre a rotatória da BR-010 (Belém-Brasília) e a travessia sobre o Rio Capim, permanece interditado. A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) aguarda a redução do nível da água e de velocidade do córrego que danificou a pista para finalizar os trabalhos de recuperação. Não há previsão de conclusão do serviço, pois são necessários pelo menos cinco dias de tempo firme, mesmo que intercalados.

O Departamento de Trânsito (Detran), em apoio ao município na força-tarefa coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), reforçou a fiscalização no tráfego de veículos e encaminhou 20 agentes de trânsito e viaturas operacionais com água potável e doações de alimentos, feitas por servidores.

Texto: Heloá Canali (Secom)

Fotos: Sidney Oliveira (Secom)