Sobre acessibilidade

Serviços

19/06/2018 - 15:00

As famílias que perderam suas casas em um incêndio no final do mês de maio, no bairro do Guamá, serão beneficiadas nos próximos dias com o Cheque Moradia, programa habitacional coordenado pela Companhia de Habitação do Pará - COHAB.

O sinistro destruiu dezessete moradias, na Vila Santa Maria Gorete, localizada na Passagem Serrão Castro, prejudicando mais de cem pessoas, tendo sido registrada uma morte. 

A presidente da Cohab, Lene Farinha, esteve nesta segunda-feira(18) no local , e reuniu com representantes das famílias no prédio da Estação Cidadania, no bairro do Guamá, para apresentar o projeto arquitetônico que está sendo elaborado para o local. Participaram ainda do encontro representantes da Defesa Civil Municipal, da Secretaria Municipal de Habitação de Belém e Fundação Papa João XXIII-Funpapa.

Segundo Lene Farinha, a área será urbanizada, contando com recursos do Estado e a parceria do poder público municipal. "Vamos aterrar a área, será feita a rede de drenagem, a pavimentação e vamos entregar o Cheque Moradia para as famílias e a Prefeitura de Belém viabilizará a mão de obra para a reconstrução das casas. Todo o trabalho está sendo feito conjuntamente para que se possibilite a infraestrutura necessária ao local", assegurou a titular da Cohab.

Incêndio no bairro do Marco

Nesta terça-feira, 19, a equipe técnica do Programa Cheque Moradia esteve na Passagem Celina, próximo a Travessa Estrela, no bairro do Marco, onde um incêndio destruiu totalmente sete casas, além de duas que tiveram perdas parciais.

A equipe da Cohab, Defesa Civil Municipal e Fundação Papa João XXII reuniram com as famílias para dar as primeiras orientações, a fim de que sejam encaminhadas para os projetos e benefícios sociais como Auxílio Moradia e Cheque Moradia.

"Vamos articular a emissão dos documentos perdidos para que todos sejam encaminhados aos benefícios aos quais eles têm direito. Esse é um momento muito difícil em que se perde tudo num piscar de olhos aquilo que se levou anos para construir", declarou Lourdes Cunha, coordenadora Serviço de Proteção em Situação de Calamidade Pública e Emergencial da Funpapa(SICAPE).

Muito abalada, Vanda Maria Ferreira, que morava em uma das casas da vila destruída pelo incêndio, disse que chegou a desmaiar durante o ocorrido. "Acabei desmaiando na hora. Perdemos tudo, e não consigo acreditar", declarou emocionada.

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Yan Miranda , assegurou às famílias que o poder público estará presente até a reconstrução das casas. "Vamos estar aqui com vocês até o final e estamos unindo forças para que isso ocorra da forma mais rápida", declarou. 

A equipe da Cohab fez um levantamento preliminar, relacionando os moradores e fazendo as medições dos terrenos. Todos foram orientados sobre os trâmites dos processos que permitirão a emissão do Cheque Moradia. 

Texto: Rosa Borges

Fotos: Arquivos Ascom/Cohab